Logotipo do CBCD - Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva

Suboclusão intestinal: saiba mais sobre esse tipo de obstrução do intestino

11/01/2022

A suboclusão intestinal é uma obstrução parcial do intestino que dificulta a eliminação de gases e fezes, impedindo o livre trânsito nos intestinos. Esse problema pode ser provocado por aderências, hérnias, tumores, torções no intestino, entre outras condições, e precisa ser tratado para não causar complicações severas.

A imagem mostra uma ilustração digital de um corpo humano com os órgãos do aparelho digestivo em destaque, dando ênfase para o intestino. Em texto: Suboclusão intestinal: saiba mais sobre esse tipo de obstrução do intestino.

Todos os alimentos que ingerimos, assim como secreções e gases produzidos no trato intestinal, precisam encontrar um caminho livre para seguir para fora do organismo, a fim de manter o bom funcionamento dele e evitar problemas. É por isso que condições como a obstrução e a suboclusão intestinal precisam de atenção imediata. 

Uma obstrução no intestino, seja parcial ou completa, pode levar ao quadro de abdome agudo, muitas vezes exigindo intervenção cirúrgica para ser corrigido. Esse problema pode acontecer com pessoas de qualquer idade e pelos mais diferentes motivos, por isso, preparamos este artigo para falar mais sobre esse tema. 

Continue lendo para entender o que é uma obstrução intestinal, o que pode esse problema, os sintomas que caracterizam o quadro e a maneira como ele pode ser tratado.

O que é suboclusão intestinal?

Um bom trânsito intestinal depende de um trajeto livre para que os alimentos digeridos possam ser encaminhados para fora do organismo. Isso garante um processo digestivo completo, com aproveitamento adequado de nutrientes e a excreção de resíduos que o corpo não necessita, mantendo, assim, a saúde. 

Porém, devido a diferentes fatores, pode acontecer uma obstrução intestinal. Esse problema se caracteriza por algum impedimento em uma determinada altura do intestino, geralmente no delgado ou no grosso, que não permite a eliminação dos resíduos. 

Essa obstrução pode ser completa, ou seja, a pessoa não consegue eliminar fezes nem gases; mas também pode ser incompleta ou parcial. Nesse caso, recebe o nome de suboclusão intestinal. 

Sendo assim, a suboclusão intestinal consiste em uma obstrução parcial ou incompleta do intestino. A pessoa geralmente não consegue eliminar as fezes, mas pode conseguir eliminar os gases. De toda forma, é um problema que exige tratamento por que causa do grande desconforto e risco, levando ao quadro de abdome agudo.

Quais são os sintomas da suboclusão intestinal?

Você viu que na suboclusão intestinal o paciente pode conseguir eliminar gases; ainda assim existe uma obstrução no intestino que impede a passagem de todos os excrementos e, por isso, ocorre a manifestação de diversos desconfortos, como: 

  • inchaço exagerado no abdômen;
  • perda ou redução do apetite;
  • cólicas abdominais intensas;
  • náuseas e vômitos. 

Como a obstrução intestinal pode se manifestar com diferentes gravidades, a intensidade dos sintomas varia para cada paciente dependendo do seu quadro clínico.

O que causa esse problema?

Como explicamos, pessoas de qualquer idade podem ter suboclusão intestinal ou a obstrução completa do intestino. Isso porque os fatores que desencadeiam esse quadro são os mais diversos.

As principais dessas causas são as aderências, a presença de hérnias ou tumores. Entretanto, o quadro também pode se desenvolver em razão de:

  • torção no intestino;
  • acúmulo de vermes;
  • diverticulite;
  • enterite pós-radioterapia;
  • impactação fecal;
  • intoxicação por chumbo;
  • penetrações de segmentos do intestino. 

Seja como for, a suboclusão intestinal, assim como a obstrução completa do intestino, precisa ser tratada porque existe um aumento da pressão no interior do intestino, com o risco de complicações severas como infecção generalizada, perfuração intestinal e necrose do tecido intestinal.

Como a suboclusão intestinal é tratada?

Como você viu, os casos de obstrução intestinal levam à ocorrência de abdome agudo que, muitas vezes, exige intervenção cirúrgica imediata. Contudo, no caso da suboclusão intestinal, como tem menor gravidade, é possível tratar sem cirurgia.

O tratamento da obstrução parcial leve é realizado por meio da administração de líquidos por via intravenosa, ou pode ser inserida uma sonda na cavidade nasal até o intestino, com o intuito de aliviar a pressão. O paciente também é mantido sobre jejum até que o problema seja completamente resolvido. 

Tanto a obstrução intestinal quanto a suboclusão intestinal devem ser tratadas em ambiente hospitalar, a fim de identificar as causas e realizar o tratamento mais adequado, com total segurança para o paciente. Buscar ajuda médica no início dos sintomas é essencial para evitar o agravamento do quadro. 

Foto do Dr. Agnaldo Soares Lima.
Sobre o autor
Prof. Dr. Ozimo Gama
Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva; Professor da Universidade Federal do Maranhão.
Está precisando de um Cirurgião Digestivo na sua região?
Busque um especialista clicando aqui!
Doutores | CBCD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira o Instagram do CBCD!
/cbcdigestivo
Siga o CBCD no Instagram!

Direitos reservados CBCD Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - 2022 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Site atualizado em:
15:36 | 30/09/2022
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram