Logotipo do CBCD - Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
CBCD

É possível reverter a Esteatose Hepática? Descubra!

19/04/2022

Esteatose hepática é uma condição caracterizada pelo acúmulo de gordura no fígado, podendo levar a uma inflamação crônica evoluindo para quadros mais graves, como cirrose hepática.

Mas, será que é possível revertê-la? O que pode ser feito para que isso aconteça? No post de hoje, responderemos a essas perguntas. Continue a leitura!

O que pode causar Esteatose Hepática?

A esteatose hepática pode ser classificada como alcoólica, ou seja, causada pelo consumo de álcool em excesso, e não alcoólica.

Entre as causas da esteatose hepática não alcoólica, , podemos destacar:

  • Sobrepeso e obesidade;
  • Diabetes;
  • Hepatites virais;
  • Má alimentação;
  • Perda de peso abrupta;
  • Sedentarismo.

A resistência à insulina, níveis elevados de colesterol e triglicérides também podem provocar o excesso de gordura no fígado.

Como funciona o diagnóstico?

Em geral, a doença não apresenta sintomas e por esse motivo o diagnóstico acaba acontecendo por acidente, após realizar exames rotineiros de imagem como o ultrassom (ecografia). Ainda assim, algumas pessoas podem apresentar sinais de esteatose hepática, tais como:

  • Inchaço abdominal;
  • Sensação de peso no abdômen;
  • Cansaço.

A esteatose também pode causar alterações nas enzimas do fígado, principalmente nas fases mais avançadas da doença. Sendo os mais específicos para inflamação do fígado os exames de TGO e TGP ou AST e ALT, podendo também estar alterada a gama GT, menos específica. 

Caso realmente existam alterações indicando comprometimento do fígado, são indicados exames laboratoriais e de imagem complementares e em alguns casos até a biópsia hepática. 

Esteatose Hepática: como reverter?

Para a esteatose hepática de causa alcoólica o melhor tratamento, e com possível reversão da doença é o tratamento do alcoolismo.

Para a esteatose hepática não alcoólica não existe um tratamento medicamentoso específico até o momento. O tratamento com maior eficácia se baseia na reversão ou controle dos fatores de risco como diabetes, colesterol alto e excesso de peso.

O exercício físico tem um papel fundamental no tratamento da esteatose hepática. Isto porque, além de ajudar na perda de peso, também diminui a gordura intra-abdominal que está diretamente relacionada à esteatose. 

Quando o indivíduo realiza atividades físicas, a ação da insulina aumenta e automaticamente diminui o nível de gordura.

Além da atividade física, a reeducação alimentar buscando melhorar e corrigir hábitos alimentares é essencial, dietas radicais não são recomendadas pois a perda ponderal abrupta também pode ser prejudicial ao fígado, além disso mudanças radicais na dieta não são efetivas a longo prazo.

E você, já sabia que a esteatose poderia ser revertida dessa forma? Possui mais alguma dúvida sobre a doença? Deixe um comentário e compartilhe!

Foto do Dr. Agnaldo Soares Lima.
Sobre o autor
Dra. Silvania Klug Pimentel
Mestre e Doutora em Cirurgia, Professora adjunta do Departamento de cirurgia da UFPR, especialista em transplante Hepático pela Mayo Clinic, Rochester, MN.
Está precisando de um Cirurgião Digestivo na sua região?
Busque um especialista clicando aqui!
Doutores | CBCD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira o Instagram do CBCD!
/cbcdigestivo
Siga o CBCD no Instagram!

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Direitos reservados CBCD Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva © 2024
Site atualizado em:
15:00 | 17/07/2024
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram