Logotipo do CBCD - Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva
CBCD

Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE): Como tratar?

10/05/2022

Refluxo Gastroesofágico é uma doença digestiva na qual os ácidos produzidos no estômago não seguem o seu fluxo normal de digestão e retornam ao esôfago. Essa ação é responsável por irritar os tecidos de revestimento do esôfago, provocando sintomas incômodos. 

Quer entender melhor as causas do refluxo e saber qual o tratamento indicado? Acompanhe o post de hoje!

Como ocorre o refluxo gastroesofágico?

Existe uma válvula entre o estômago e o esôfago, chamada esfíncter esofagiano, que funciona como uma barreira entre os 2 órgãos. 

Assim sendo, quando a estrutura desta válvula não funciona adequadamente, os alimentos, bebidas e suco gástrico fazem o fluxo contrário da digestão e como consequência, acontece a irritação das paredes internas do esôfago, o qual não está preparado para receber o conteúdo do estômago.

Logo, surgem sintomas como azia e queimação, que para muitas pessoas, pode parecer uma condição um pouco mais grave exigindo tratamentos específicos. 

Muitas vezes o mau funcionamento do esfíncter na parte inferior do esôfago acontece devido a presença de uma hérnia do hiato.

Quais os sintomas de Refluxo Gastroesofágico?

Episódios de refluxo gastroesofágico isolados em decorrência de complicações durante a digestão podem ocorrer em indivíduos normais, ou ainda serem desencadeados pela ingestão de uma quantidade grande de alimentos, que também pode dificultar o processo digestivo. 

Mas, em geral, quem apresenta cronicamente essa condição, refere com frequência sintomas como:

  • Azia;
  • Queimação no esôfago ou garganta;
  • Má digestão;
  • Dor no peito;
  • Eructação frequente.

Todos esses sintomas podem se agravar, caso o indivíduo dobre o corpo ao abaixar ou se deite logo após alguma refeição.

Como funciona o tratamento?

Em alguns casos, o tratamento pode ser feito através da mudança de hábitos de vida e alimentares, sendo tais medidas suficientes para melhorar o quadro de refluxo gastroesofágico. 

Já em outros casos, a doença é tratada com medicamentos para diminuir a quantidade de ácido que está sendo produzida pelo estômago, amenizando os sintomas.

Quando os medicamentos e a mudança dos hábitos de vida e alimentares não surtem o efeito esperado, o tratamento cirúrgico pode ser indicado e apresenta grandes chances de obter um resultado positivo. 

O tratamento cirúrgico

Como dissemos anteriormente, o tratamento cirúrgico é indicado para os pacientes que não responderam bem ao tratamento clínico, havendo persistência do refluxo, que pode causar uma grave esofagite.

Em geral, a cirurgia para corrigir o mau funcionamento do esfíncter esofágico pode ser realizada por meio convencional (aberta), através da laparoscopia ou robótica. 

A laparoscopia e robótica são consideradas cirurgias menos invasivas, uma vez que não são necessários grandes cortes no abdômen do paciente para sua realização.

Nestas cirurgias, são feitas pequenas incisões para a introdução de uma micro câmera que permite o acompanhamento do procedimento pelo cirurgião e dos instrumentos necessários para a realização das intervenções.

Sendo essa uma técnica menos agressiva, a recuperação do paciente acontece mais rapidamente.

O conteúdo foi esclarecedor? Possui mais dúvidas? Deixe um comentário!

Conhece alguém que precisa saber mais sobre o refluxo gastroesofágico? Compartilhe!

Foto do Dr. Agnaldo Soares Lima.
Sobre o autor
Dr. Rafael Melillo Laurino Neto
Membro Titular CBCD. Mestre e Doutor em Ciências UNIFESP/EPM. Coordenador Residência Médica em Cirurgia do Aparelho Digestivo do Conjunto Hospitalar do Mandaqui.
Está precisando de um Cirurgião Digestivo na sua região?
Busque um especialista clicando aqui!
Doutores | CBCD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também
Confira o Instagram do CBCD!
/cbcdigestivo
Siga o CBCD no Instagram!

Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Direitos reservados CBCD Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva © 2024
Site atualizado em:
16:06 | 21/02/2024
magnifiercross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram